Controlar tamanho da fonte

A- A A+


Links úteis

SlideBar
altIncêndio, pane elétrica, pandemia, ataques cibernéticos. Em cenários de catástrofe e pessimismo, toda organização, pública ou privada, deve saber como agir a fim de proteger seu patrimônio – material e intelectual. O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE/PR) apresentou, na manhã desta terça-feira (14 de dezembro), um plano que delimita ferramentas para gerenciar crises como essas e manter seus serviços funcionando.
Gestores de diversas unidades do órgão, reunidos no Auditório do TCE, acompanharam os resultados preliminares do Plano de Continuidade de Negócios (PCN), elaborado por servidores da Diretoria de Tecnologia de Informação e a consultoria Módulo Security, a maior companhia do segmento na América Latina – contratada, por meio de licitação, pelo valor de R$ 207 mil. “Esse investimento integra um conjunto de medidas de planejamento estratégico que, na era do processo digital, projetam segurança e solidez para o nosso trabalho”, declarou Ângela Bot, diretora de TI do Tribunal, na abertura do encontro.

Os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, e o recente vazamento de documentos diplomáticos confidenciais, pela organização norte-americana WikiLeaks, foram citados durante a reunião. De acordo com José Gasparin, um dos analistas do Tribunal que desenvolveu o estudo, tais episódios contribuem para a “indústria do medo”, que hoje força organizações do mundo inteiro a se proteger contra ameaças no mundo real e na internet.

“Detectamos que o trâmite interno e o sistema de recebimento de dados dos jurisdicionados pela internet são as áreas mais sensíveis do TCE, especialmente em épocas de tráfego intenso de informações, como a véspera dos anos eleitorais, quando há acentuado aumento dos pedidos de certidão liberatória”, observa o servidor da DTI.

Uma eventual crise ou pane nos sistemas tecnológicos dentro do Tribunal, ao contrário dos prejuízos financeiros esperados em uma empresa privada, traria danos maiores à credibilidade dos serviços prestados – os ativos ou “negócios” mais caros ao órgão de controle e sua missão institucional de bem fiscalizar. Tendo como base esse diagnóstico, o Plano traça diretrizes específicas, que englobam a administração de crises, recuperação em caso de desastres e a continuidade operacional de todas as unidades.

“O Plano é sábio porque nos diz para prevenir ao invés de remediar, incentiva uma visão gerencial e integrada sobre os riscos e amplia a segurança das operações com o processo eletrônico”, sintetizou o analista Tarbes Raymundo Jr., durante a apresentação aos gestores do TCE. Tarbes, que também se envolveu no estudo de três meses, lembrou a responsabilidade de manter os sistemas do Tribunal operando initerruptamente. “Há dez anos, a rede era desligada diariamente. Hoje, funciona 24 horas por dia, sete dias na semana.”

Fatores de risco

A diretora jurídica, Adriane Curi, presente na reunião, endossa a importância de um plano preventivo contra panes nos sistemas informatizados de trabalho. “Em um dia normal, recebemos entre 60 a 70 novos processos que aguardam instrução. Ficar fora do ar, por um dia ou uma manhã, em outras ocasiões já gerou volume acumulado de pareceres pendentes”, comenta a gestora. Entre outras unidades, como o Protocolo, as Diretorias de Execuções e de Contas Municipais, a Dijur é apontada no estudo como uma das mais dependentes dos sistemas para o bom funcionamento.

Ameaças que, de acordo com os responsáveis pelo PCN, teriam impacto menor em outras unidades. É o caso da Diretoria de Análise de Transferências. “Uma crise no sistema, de imediato, não afeta tanto a rotina da diretoria. Só que esses fatores de risco não nos tornam imunes e, assim como os demais setores, valorizamos e vamos contribuir para aprimorar a efetivação desse plano”, pondera a titular da unidade, Ivana Furiati.

Fale com os tribunais

Acessar o Site

Consulta de documentos

portal cidadao

Eventos em destaque

Dezembro 2019
DOM SEG TER QUA QUI SEX SAB
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31
Todos os eventos

Fotos e Vídeos

Responda a enquete

Notice: Undefined variable: this in E:\Vhosts\controlepublico.org.br\httpdocs\libraries\cms\application\cms.php on line 434

O que vocês acharam do novo portal do Controle Público?

Achei ótimo! - 38%
Gostei - 31%
Regular - 7%
Não ví diferença - 5.6%
Não gostei - 14.1%

Total de votos: 71
A votação para esta enqueta já encerrou em: Junho 11, 2016