Controlar tamanho da fonte

A- A A+


Links úteis

SlideBar

Materia Portal - Eleicao
(Conselheiros Mauri Torres, Cláudio Terrão e José Alves Viana)


O atual vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, conselheiro Cláudio Couto Terrão, foi eleito presidente da Corte de Contas para o biênio 2017-2018. A eleição ocorreu em sessão específica realizada hoje (14/12/16) com a presença dos sete membros efetivos do colegiado e sob a direção do atual presidente, Sebastião Helvecio. A posse deverá ser realizada em fevereiro.

Na mesma sessão foram escolhidos os outros titulares dos principais cargos do Tribunal para o mesmo período. O conselheiro Mauri Torres foi eleito para ocupar a vice-presidência e o conselheiro José Alves Viana para a Corregedoria. Ao conselheiro Gilberto Diniz coube o cargo de ouvidor.

As novas composições das duas câmaras do Tribunal para os próximos dois anos foram definidas por sorteio, como previsto pelo regimento interno. A primeira será composta pelos conselheiros Mauri Torres, Sebastião Helvecio e Adriene Andrade, tendo como substituto Hamilton Coelho. A segunda será composta pelos conselheiros Gilberto Diniz, José Alves Viana e Wanderley Ávila, tendo como substituto Licurgo Mourão.

Currículos

O futuro presidente Cláudio Couto Terrão tem 48 anos e nasceu na cidade do Rio de Janeiro. Iniciou sua carreira profissional em 1985 como militar da Aeronáutica e em 1992, após aprovação em concurso público, tomou posse no cargo de Técnico do Tesouro Nacional. É graduado em ciência da computação e direito. Em 2000 tornou-se Procurador do INSS e oito anos depois passou a integrar o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas dos Municípios de Goiás. No mesmo ano ingressou no TCEMG como procurador e em 2010 foi nomeado conselheiro.

O vice eleito Mauri José Torres Duarte tem 66 anos e nasceu na cidade de Guararema (SP). Iniciou sua vida profissional na cidade mineira de João Monlevade e em 1990 elegeu-se deputado estadual pelo PMDB. Reelegeu-se sucessivamente e em 2003 assumiu a presidência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, tendo sido o primeiro a cumprir dois mandatos consecutivos no principal cargo do Legislativo mineiro. Em 2011 deixou seu sexto mandato consecutivo para assumir o cargo de conselheiro do TCE.

O futuro corregedor José Alves Viana é natural do estado de Alagoas e ainda jovem transferiu-se para Curvelo, no Norte de Minas Gerais. Formou-se em medicina e em 1982 foi eleito vereador em Curvelo, alcançando o comando da prefeitura em 1988. Em 1998 elegeu-se deputado estadual, reelegendo-se sucessivamente até 2012, quando foi empossado conselheiro do Tribunal de Contas.